O estudo dos sons

Padrão

image

Fonologia é a parte da gramática que estuda os fonemas de uma língua, já fonética e o estudo linguagem humana.  Como se pode perceber, fonologia e fonética não se confundem. Enquanto esta  se trata dos fenômenos em suas múltiplas realizações, aquela trata especificamente dos fonemas de um determinado sistema linguístico (a língua portuguesa, por exemplo). Fonemas são unidades sonoras mínimas que possuem a propriedade de estabelecer distinção entre vocábulos de uma língua
Ex: par/bar,bala/bela

Os fonemas de uma língua costumam ser representados por uma serie de sinais gráficos denominados letras. Nem sempre há, em ema palavra, equivalência entre o numero de letras e fonemas. Veja a seguir:
Caneta: 6 letras e 6 fonemas
Chave: 5 letras e 4 fonemas 
Representar: 11 letras e 10 fonemas
Fixo: 4 letras e 5 fonemas

Classificação dos fonemas

Vogais
Sons se resultam da livre passagem da corrente de ar pela boca. Funcionam sempre como base da sílaba. Lembre-se de que não existe sílaba sem vogal.
Ex: casa, elefante, saci, bule, tomate e sopa

Consoante
São ruídos que resultam de algum obstáculo encontrado pela corrente de ar. Só formam sílabas quando junto a vogal.
Ex: livro, mesa, caderno e dúvida

Semivogais
São fonemas de caráter vocálico que se juntam a uma vogal para com ela formar sílabas. As semivogais nunca funcionam como base de sílaba.
Ex: cárie, coisa, tabua e lousa

Sílaba tônica
E aquela que pronunciada com maior intensidade dentro de uma palavra.
Ex:jacaré, Gerônimo, Venezuela

As demais  sílabas são átonas (pronunciadas com menor intensidade)

Classificação da palavra quando à posição da sílaba tônica:

A. Oxítona: quando a última silaba da palavra e tônica.
Ex: estupidez, convés

B. Paroxítonas: quando a penúltima sílaba da palavra e tônica.
Ex: salário, arcanjo

C. Paroxítona: quando a antepenúltima silaba da palavra e tônica.
Ex: ônibus, matemática

Encontro vocálico
E o encontro de duas ou mais vogais na mesma palavra:

A. Ditongo: e o encontro de duas vogais em uma mesma sílaba.
Ex: gra-tui-to, ma-rio

B. Hiato: e o encontro de duas vogais em silabas separadas.
Ex:  ma-ri-a, ál-co-ol

C. Tritongo: e o encontro de três vogais na mesma sílaba.
Ex: U-ru-guai, sa-guão

Sobre a crase
A palavra crase provém do grego krasis e e significa fusão, junção. Em português, ocorre a crase com as vogais idênticas a+a=à. Tal fusão e indicada através do acento grave. Como regra geral. Para indenteficá-la, haverá crase sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.
Ex: Eu me referi a+a diretora = Eu me referi à diretora

Se, trocarmos o termo posterior por um masculino correspondente, obtivermos ao, podemos perceber claramente a presença do artigo e, portanto, da crase dos termos femininos.
Ex: Eu me referi ao diretor. Fui ao bairro.

Fique atento!!!

Nunca use crase:
– Diante de palavras masculinas.
Ex: não assisto a filmes de terror

– Diante das expressões formadas por palavras repetidas.
Ex: ficamos frente a frente.

-Diante de pronomes que repelem o artigo.
Ex: fiz alusão a ela.

-Quando um a (sem o s de plural) estiver diante de uma palavra no plural.

Ex: Refiro-me a alunas interessadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s